Professora Magaly Holanda recebeu doação de cordéis para o projeto em sua homenagem

A professora Magaly Gomes de Holanda recebeu doação de cordéis para o Projeto Cordelteca Magaly Holanda doados por Mané Beradeiro.

A cordelteca está localizada no centro do Distrito de Santo Antônio, na cidade de Severiano Melo/RN e faz parte do projeto a Casa de Educação Cultura e Artes professora Maria de Fátima Freitas Nunes.

Para Magaly, “o projeto da cordelteca visa desenvolver outras possibilidades de interação social se utilizando da literatura de cordel para reflexão. O trabalho se dará através da leitura de cordéis, declamação por poetas convidados, por voluntários do Distrito e de outras comunidades, por oficinas de arte, oficinas de cordéis, oficinas de xilogravuras, visitas ao espaço da cordelteca e empréstimos de livretos para leitura e pesquisa. Cada ação será sempre enfatizando a importância do resgate e  valorização da cultura popular difundida por meio dos livretos de cordel“.

A Fundação Vingt-un Rosado irá disponibilizar títulos de cordéis para enriquecer ainda mais o projeto e o acervo cultural. A entrega ainda não foi definida, mas será um momento importante para a cultura regional. A própria Magaly Holanda mostrou-se feliz e comentou: “Faremos um momento especial para receber o acervo“. E acrescenta: “É por estes feitos que a Coleção Mossoroense é reconhecida e respeitada além das fronteiras nacionais“.

Magaly Gomes de Holanda Martins, além de professora, graduada em Geografia e Teologia, com especialidade em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas, é também assistente social, poetisa e escritora. Ela tem vários serviços prestados à Cultura Potiguar, sendo membro da Academia Mossoroense de Artistas Plásticos (AMARP) e membro da Associação de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneiro, além de ser verbete no livro “A Presença Feminina na Literatura de Cordel do Rio Grande do Norte”.

Entre os seus trabalhos poéticos estão: “Uma casa de taipa”, “Chama olímpica”, “90 anos de Marinha”, “No trânsito, a vida acima de tudo”, “Era uma vez uma rainha”, “Vá para casa, ame a família”, “O poder do abraço”, “Faça o amor valer”, “Os 19 artigos da Lei escoteira”, “O beijo”, “Os brinquedos do meu tempo de criança”, “Ser filha de agricultor”, “Sucesso”, “Um bom lugar”, “Bem me quero no outubro rosa”, “Juntos pela inclusão social”, “Ninguém fica para trás”, “Você é o Natal” e várias produções de livros infantis confeccionados em tecido e ilustrados com a técnica de sublimação em tecido.

A professora Magaly tem diversos trabalhos inéditos. Um deles, O ZUM ZUM DA ABELHA, está inserido no projeto da Fundação Vingt-un Rosado para futura publicação.

Mané Beradeiro é o personagem de Francisco Martins quando escreve sobre a cultura popular ou encena alguma peça. Francisco Martins  é autor de diversas obras literárias e membros de inúmeras instituições culturais. Ele mantem a página http://franciscomartinsescritor.blogspot.com disponibilizando causos, contos, crônicas, poesias, notícias,comentário de leituras e muito mais.