Kydelmir Dantas é homenageado em cordelteca particular do escritor Eriberto Monteiro

O professor, agrônomo, poeta, escritor, historiador, pesquisador e cordelista Kydelmir Dantas é homenageado em cordelteca particular do escritor Eriberto Monteiro.

É um projeto pessoal que já tinha pensado anteriormente e resolvi executar neste momento de festejo nordestino e de resistência mossoroense. E imaginava homenagear, em vida, uma pessoa importante para o cordel na historiografia humana nordestina. Kydelmir foi o escolhido. Espero que ele goste“, comentou Eriberto Monteiro.

Eriberto Monteiro é amigo e admirador do homenageado. Ele tem trabalhos poéticos em forma de cordel publicados como a revista poética em homenagem ao padre Sátiro, ao lado de Luiz Benício e Glória Gurgel, além de poetizar a obra As macaquices do macaco, de Patrícia Zirca. Esta, com a participação do próprio Kydelmir Dantas no projeto editorial.

A cordelteca está instalada na residência de Eriberto Monteiro, no espaço ao lado da sua biblioteca pessoal. Ela iniciará com mais de 350 cordeis dos mais variados autores, inclusive de Kydelmir.

Ainda, segundo Eriberto Monteiro, “Estamos montando uma forma de dar acesso ao público. Talvez um convênio/parceira com a Academia Mossoroense de Literatura de Cordel ou mesmo com a Fundação Vingt-un Rosado“.

 

BIOGRAFIA DO HOMENAGEADO

Antônio Kydelmir Dantas de Oliveira – Nascido a 06/09/1958.  Professor, agrônomo, pesquisador, escritor e poeta, de Nova Floresta/PB, filho da professora Angelita Dantas de Oliveira e do agricultor Manoel Batista de Oliveira. É pai de Joaquim Adelino e João Daniel. Publicou: Artigos e crônicas ligados à Cultura nordestina, ao Cinema e ao Meio Ambiente, em jornais e revistas especializadas. E ainda, Livros. Ensaios. Cordéis. Assim se apresenta:

O meu nome é Kydelmir (*)

Ensino por tradição.

Agrônomo por natureza,

Pesquisador do sertão

Do cangaço nordestino,

De Lampião Virgolino,

Do nosso Rei do Baião.

Da professora ANGELITA

Herdei a nobre missão.

Do agricultor seu NÉ,

O amor por este chão.

Procurei passar pros filhos,

O valor, a fé e os brilhos

Das coisas do meu sertão.

ESTE CABRA SOU EU (2019), Nova Floresta – PB.

 

Perfil Literário em Cordéis: Cangaceiro Atrapaiado – 1995; As Vaquinhas do Doutor – 1997; ABC de Ving-Un Rosado; Cabôco Azarado -2001; A Festança da Vitória lá na Família Feliz – 2002; O Milagre do Tributo (parceria com Antônio Francisco); ABC de Zé Dantas – 2005; O Encontro de Bule-Bule com Xaxado no Grande Sertão – 2005; Como um Cabra da Peste apresenta sua Terra – 2005; Deífilo Gurgel, um Folclorista potiguar – 2006; ABC da Petrobras – 2007; Vamos cuidar com carinho do nosso Corpo e da Mente (A Saúde Emocional) – 2007; As Mulheres Cangaceiras humanizaram o Cangaço – 2008; A JICA é mais um elo do Brasil com o Japão – 2010; A Peleja do Raio da Silibrina com o Relampo da Palavra (parceria com Bráulio Tavares e Jessier Quirino) – 2010; Vigilante PETROBRAS, nosso escudo e confiança – 2011; O Professor dos Nordestinos e A morte do Gonzagão (parceria com Agostinho Ribeiro) – 2010; a Peleja Virtual do Beato do Cordel com Antôi Dedé (parceria com Marco di Aurélio) – 2011; O Valente e Lampião (folha solta) – 2012; Gonzagão e Patativa: dois centenários no Céu – 2013;  PETROBRAS 60 Anos – Gente que inspira a gente – 2013; De Domingo a Dominguinhos – 2014; ABC de Marcelino Vieira: De Panatis a Vitória – 2014; Maria Bonita: Uma Rainha para o Cangaço (parceria com Ivaldo Batista) – 2015; O Hotel Casa do Mar é seu Lar fora do Lar – 2015; As Mulheres Cangaceiras humanizaram o Cangaço – 2016 (2ª edição revista e ampliada) – 2016; Luiz Gonzaga e a Paraíba (2ª edição revista e ampliada) – 2016;  O Valente e Lampião – 2016; Mulheres Mossoroenses na (minha) História – 2017; Agradecimentos a Mossoró (folha solta) – 2017; A Chegada do Rei do Baião ao Inferno – 2017; Vandeco: o boy da roça, 2018; Se você chega em Arara, vá lá pro ‘Dona Maria’ – 2018; Sapataria Virgulinos em Currais Novos – 2018; Da EAN ao CCA: 82 Anos de História – 2018; Quirino e Célia Maria: Dupla Cariri Cangaço – 2018; Dom José Adelino Dantas: o Apóstolo do Seridó – 2019; Jackson: o Rei do Ritmo num ABC – 2019; 60 Anos de História de minha Nova Floresta – 2019; ACVPB e Gratidão – 2019; A Voz da Serra – Zé Ramalho (em parceria com o poeta Antônio Francisco) – 2019; Este ‘Cabra’ Sou Eu – 2019; A Peleja de Antôi Dedé com o Marimbondo Potiguar (em parceria com o poeta José de Paiva) – 2020; Meu Brasil de Canto a Canto, Tem Suor de Nordestino (em parceria com o poeta Antônio Francisco) – 2020; Saudades Agalopadas (em parceria com o poeta Jadson Lima) – 2020.

Sócio das seguintes entidades culturais:

  •  Instituto Cultural do Oeste Potiguar – ICOP;
  •  Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte – IHGRN;
  •  Poetas e Prosadores de Mossoró – POEMA;
  •  Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço – SBEC;
  •  União Nacional de Estudos Históricos e Sociais – UNEHS – São Paulo – SP;
  •  Consultor do Espetáculo histórico-musical CHUVA DE BALA NO PAÍS DE MOSSORÓ (2009 a 2017);
  • Conselheiro do Evento CARIRI CANGAÇO;
  • Academia Norte-rio-grandense de Literatura de Cordel – ANLiC;
  • Academia de Cordelistas do Vale do Paraíba – ACVPB.

Ministra palestras sobre: O Cangaço; Meio Ambiente; Reciclagem de lixo e Recuperação em Áreas Degradadas; Luiz Gonzaga, o Rei do Baião; Literatura de Cordel… Em empresas, eventos, Escolas, estaduais e municipais, Universidades, etc.

Fonte: Poeta Kyldemir Dantas de Oliveira

 

Abaixo, acompanhe a relação da Cordelteca Kydelmir Dantas com título e autor (es)

01 – Luiz estrela Gonzaga – Agostinho Ribeiro e Kydelmir Dantas

02 – A peleja de Antoi Dedé da Paraíba e Marinbondo

03 – O cagançeiro e o samurai – Antonio Francisco

04 – O caboco azarado – Antoi Dedé

05 – Marcos Pitter um projeto de ações – Antonio Clóvis

06 – Jackson o pandeiro da cultura do nordeste – Antonio do Carmo Araújo

07 – O museu dos três pandeiros abre as portas – Alfranio de Gomes de Brito

08 – Encontro de Zé Ramalho com Raul Seixas – Erievaldo Viana

09 – Quem sou – Andressa Nascimento

10 – A justiça dos homes – Antonio Francisco

11 – Aquela dose de amor – Antonio Francisco

12 – A casa que a fome mora – Antonio Francisco

13 – Os animais tem razão – Antonio Francisco

14 – Escrever e sonhar – Antonio Francisco

15 – As seis moeda de ouro – Antonio Francisco

16 – As quatro forças de Mossoró – Abraão Batista

17 – Santa Clara, a luz que ilumina o mundo – Aldescir Viana

18 – Lembrança de um vaqueiro – Ademir Pedro Alves

19 – A peleja do príncipe contra o Leão – Ademar Pedro Alves

20 – Dr. Milton Marques – Antonio Lucena (Major Lucena)

21 – O estatuto da criança e do adolescente – Aldaci de França

22 – Gonzagão, o maior ícone da música regional – Aldaci de França

23 – O que é ser cidadão – Aldaci de França

24 – Mossoró na resistência ao grupo de Lampião – Aldaci de França

25 – 10 anos da Feira do Livro de Mossoró – Antonio Francisco e Nildo da Pedra Branca

26 – Um prefeito bom de briga e o bando de Lampião – Antonio Francisco

27 – Patativa do Assaré até hoje inigualável – Aldaci de França

28 – O gosto e o vício – Antonio Francisco

29 – Um bairro Lagoa do Mato – Antonio Francisco

30 – O lado bom da preguiça – Antonio Francisco

31 – Ataque de Mossoró ao bando de Lampião – Antonio Francisco

32 – A resposta – Antonio Francisco

33 – A alma da cidadania – Antonio Francisco e José Augusto

34 – Meu sonho – Antonio Francisco

35 – A cidade dos cegos ou história de pescador – Antonio Francisco

36 – Guarda-chuva de prato – Antonio Francisco

37 – A oitava maravilha ou a lenda de Cafuné – Antonio Francisco

38 – A arca de Noé – Antonio Francisco

39 – O feiticeiro do céu – Antonio Francisco

40 – Do outro lado do véu – Antonio Francisco

41 – Asa 15 anos – Aparecido Amado e Daniela Bento

42 – A peleja do Raio da Silibrina com o Raio – Antoi Dedé

43 – Agora é Lula – Antoi Dedé

44 – Falando por quem não fala – Antonio Pessoa Leire

45 – Chapéu de couro e gibão do mestre Luiz – Antonio Lima

46 – SOS Nordeste – Cícero Laurentino

47 – Festa junina de outrora – Cícero Laurentino

48 – Idade não é problema para que quer ser feliz – Concriz

49 – Jararaca arrependido porque matou um menino – Concriz

50 – O ouro em Serra pelada e a luta do garimpeiro – Celestino Alves (Calves)

51 – Ivaldo Batista o rei do cordel – Cavalo Pampa

52 – Biografia de Jackson do Pandeiro – Cristine Nobre e Marcelo Soares

53 – Palavras de origem tupi guarani – Cacá Lopes e Josué Gonçalves

54 – A peleja da bufa estrategista comas pregas – Cid Augusto

55 – Mistério! Ovo do ET – Concriz

56 – A vida de um cangaceiro que luta pela cultura – Crispim de Salto da Onça

57 – A mulher dos quinze homens – Cao Assis

58 – 80 anos de história do combate a Lampião –

59 – Jubileu de diamante de fé, coragem e sucesso – Crispiniano Neto

60 – Muito obrigado Gagaça por ter vivido entre nós – Crispiniano Neto

61 – O boi de Chicute Roque – Chico Pedra

62 – 70 anos de resistência – Cícero Laurentino

63 – A resistência de Mossoró ao bando de Lampião – Cícero Laurentino

64 – O mal que a cachaça faz – Cícero Lauretino

65 – Eis a resposta da carta de Fernando Collor – Concriz

66 – Jararaca arrependido porque matou – Concriz

67 – Jararaca, o assombro do Nordeste – Cícero Lauretino

68 – Assu de hontem e hoje – Edísio Calixto

69 – Ventos do nordeste – Elizea Setton

70 – Pequenos dados da vida do nosso rei do baião – Francisco Peres (Chico dos romances)

71 – Ausência e lamentação – Francisco Freire Buriti

72 – Édipo e a Esfinge – Francisco Melchiades e José Augusto

73 – Cupido e Psique – Francisco Melchiades e José Augusto

74 – A sorte de Perseu e a desgraça de Medusa – Francisco Melchiades e José Augusto

75 – O alto da ema – Francisco Gomes da Costa

76 – Chuva de bala – Gualter Alencar

77 – Os bravos mossoroenses – Gualter Alencar

78 – Na trincheira da vitória – Gualter Alencar

79 – O cangaceiro Jararaca – História e morte em Mossoró – Gualter Alencar

80 – Museu do Sertão – Gutemberg Liberato

81 – A primeira caminhada cultural – Gualter Alencar

82 – Museu do Sertão – Gualter Alencar

83 – Humaitá futebol Clube – Gualter Alencar

84 – Vingt-un – Gemaia

85 – Mossoró – Gemaia

86 – A cheia de 2010 – O rastro da destruição – Gonzaga de Garanhuns

87 – Humaitá Futebol Clube – Um tributo a Lauro da Escóssia – Gualter Alencar

88 – Elizeu Ventania, o rei das canções – Gualter Alencar

89 – Mossoró – Chuva de Bala – Genaro Lima

90 – A vida de Santa Luzia – Gualter Alencar

91 – O dia que Jesus puxou a faca – Gualter Alencar

92 – Ser louco – Herculys França

93 – O Mossoronse – 143 anos contando nossa história – Ivaldo Batista

94 – O pinto que fazia pi pi – Ivaldo Batista

95 – Exu berço do baião – Ivaldo Batista

96 – Pense numa acerola gigante – Ivaldo Batista

97 – Serra Talhada, o berço de Lampião – Ivaldo Batista

98 – Folclore – O que é – Ivaldo Batista

99 – Esse homem largou a companheira – Ivaldo Batista

100 – Drogas – fique longe – Ivaldo Batista

101 – Vovó Pita tem 100 gatinhos – Ivaldo Batista

102 – Seu Lunga foi professor por 1 dia – Ivaldo Batista

103 – Autobiografia de Ivaldo Batista – Ivaldo Batista

104 – Antonio Conselheiro – Ivaldo Batista

105 – Mossoró bota Lampião para correr – Ivaldo Batista

106 – Porto Alegre/RS teu forte é a tradição – Ivaldo Batista

107 – Lampião, o poder itinerante do sertão – Ivaldo Batista

108 – Seu Lunga tá passando – Ivaldo Batista

109 – Kydelmir Dantas, filho ilustre… – Ivaldo Batista

110 – Cem por cento nordestino – José Augusto

111 – Detalhes sobre a cidade que combateu Lampião – José Ribamar

112 – Debate do professor com o pai do estudante – José Ribamar

113 – O valente e Lampião – Kyldemir Dantas

114 – A morte de Raimundo Vitalino – João Agostinho

115 – Fui rever o lugar que fui nascido, senti tanta saudade que eu chorei – João Agostinho

116 – Vestígios de ilusões – José di Rosa Maria

117 – Bioma da caatinga – José Ribamar

118 – Armadilha do destino – José Ribamar

119 – O cortador de árvore – J. Gomes

120 – A resistência do povo de Mossoró ao cangaço – José Ribamar

121 – O poeta das queimadas – José Ribamar Alves

122 – Escravidão de menores – José Ribamar Alves

123 – A mãe do filho do lixo – José Ribamar Alves

124 – Detalhes sobre a cidade que combateu Lampião – José Ribamar Alves

125 – Glosas ribamarianas – José Ribamar Alves

126 – Boa parte da história do Filho de Maranguape – José Ribamar Alves

127 – A trajetória cristã de João Paulo II – José Ribamar Alves

128 – Asas da imaginação – Jizomar Falcão

129 – Vida de vaqueiro – Jizomar Falcão

130 – O rei do baião – Jizomar Falcão

131 – 10ª corrida de Santa Luzia – Jizomar Falcão

132 – Todos contra o aedes – Jizomar Falcão

133 – Sítio Ema em: as olimpíadas sertanejas – Jizomar Falcão

134 – As aventuras de João Gatito – Jizomar Falcão

135 – Vultos de uma história – Jizomar Falcão

136 – Memórias de uma infância – Jizomar Falcão

137 – Uma trilha de um trio – Jizomar Falcão

138 – 14ª maratona Pão de açúcar – Jizomar Falcão

139 – O ladrão e o político – José Augusto

140 – Novo acordo ortográfico – José Augusto

141 – O menino do pau branco – José Augusto

142 – Sou José Augusto – José Augusto

143 – Defesa de Lampião – José Augusto

144 – Ler – José Augusto

145 – O cangaceiro do trânsito – José Augusto

146 – Os seis pirilampos – José Augusto

147 – Não custa ser cidadão – José Augusto

148 – O milagre a luz da fogueira – José Augusto

149 – Duelo de chapéu – José Augusto

150 – A receita da poeta – José Augusto

151 – Visita cheia de graça – José Augusto

152 – Brasil Brás de Dona Fé – José Augusto

153 – Crack: o senhor das trevas – José Augusto

154 – Carta a Antonio Francisco – José Augusto

155 – Seu Lunga em Mossoró – José Augusto

156 – Padre América – José Augusto

157 – Para que serve o poeta – José Augusto

158 – a lenda de Gonzagão – José Augusto

159 – Os sonhos de todo Zé – José Augusto

160 – O julgamento da terra – José Augusto

161 – Jesus Cristo para mim José Augusto

162 – Alma da cidadania – José Augusto

163 – Uma carta ecológica – José Augusto

164 – Raposinha e raposão – José Augusto

165 – Visita cheia de graça – José Augusto

166 – confusão no cemitério José Ribamar

167 – Pela vida do planeta – José Ribamar

168 – A crueldade de Osama e a vingança de Bush – José Ribamar

169 – Causa feminina – José di Rosa Maria

170 – Minha escola – José Augusto

171 – A lenda de Gonzagão – José Augusto

172 – Defesa de Lampião – José Ribamar

173 – Lula… Deus… E o diabo vai pra lá – João Batista Campos de Farias

174 – Amei quem não me amava – João Zacarias

175 – A chegada da prostituta no céu – José Francisco Borges (J. Borges)

176 – Direito à diversidade – João Neto

177 – Mossoró Cidade Junina – Jota Gomes

178 – Poeta violeiro – João Zacarias de Araújo

179 – Mulher! Símbolo de amor, inspiração… João Batista Campos Farias

180 – A política do peixe e o boi – José Virgínio do Nascimento

181 – O bode que pegou AIDS – Jair Figueredo

182 – O menino do sertão – José Alves de Andrade

183 – Mulher feia para mim…é obra mal acabada João Batista Campos de Farias

184 – Meus primeiros passos – Joaquim Adelino

185 – Piaget – Júnior Santos

186 – A flor da mangueira rosa – João Gomes Sobrinho

187 – O retirante da seca – João Gomes Sobrinho

188 – Quando acordei, vi… João Batista Campos Farias

189 – A desventura de Edivaldo – João Zacarias de Araújo

190 – O trovador das lajes – João Gomes Sobrinho

191 – Alegra-te jovem… – José Wilton e Medeiros

192 – Grigório e Rosalinda ou o ladrão misterioso – José Martins dos Santos

193 – Feira do livro do SESC – José Acaci

194 – Quem perdeu mamãe, perdeu… – José Faustino e Ivanildo Vila Nova

195 – Uma história de amor, sinônimo de eternidade – José Mário Dias

196 – O que é ser cidadão – Joel de Oliveira

197 – Mãe natureza “sustentabilidade” – João Neto

198 – A corrente do prazer – Jair Figueredo

199 – Poetas mossoroenses num círculo de poesia – Kydelmir Dantas

200 – Vandeco: o bo da roça – Kydelmir Dantas

201 – Gonzagão e Patativa: Dois centenários – Kyldemir Dantas

202 – A saúde emocional – Kyldemir Dantas

203 – A comunicação empresarial – Kyldemir Dantas

204 – Elio Motos – Kerginaldo Pereira

205 – O encontro de Bule-Bule – Kyldemir Dantas

206 – Esse cabra sou eu – Kyldemir Dantas

207 – Jackson: o rei do ritmo num ABC – Kyldemir Dantas

208 – Lampião era besta não! Choveu bala em Mossoró – Kyldemir Dantas e Solange Veras

209 – Zé Ramalho a voz da serra – Kyldemir Dantas

210 – Colégio Agrícola de Jundiaí – Kyldemir Dantas

211 – Os poetas cantam no céu – Kyldemir Dantas

212 – A peleja virtual do beato do cordel com Antoi Dedé – Kyldemir Dantas

213 – História da diocese de Santa Luzia – Manoel Tavares

214 – Governadores do RN – Manoel Tavares

215 – Rio Grande do Norte e suas cidades – Manoel Tavares

216 – 100 anos de Gonzagão – Manoel Tavares

217 – Visita do poeta do além – Manoel Tavares

218 – Escolas estaduais do município de Mossoró – Manoel Tavares

220 – Descrição do meu estado – Manoel Tavares

221 – Maquinista da nossa ferrovia – Manoel Tavares

222 – Os ossos do corpo humano – Manoel Tavares

223 – As bodas – Manoel Tavares

224 – Os doze apóstolos – Manoel Tavares

225 – 15 de outubro, dia do professor – Maria Edi

226 – Biblioteca pública de Mossoró/RN – Maria Edi

227 – Dia Internacional da Mulher – Maria Edi

228 – Mulheres mossoroenses na (minha) história – Kyldemir Dantas

229 – Gugu Liberato – Maria Edi

230 – Emery foi para a glória – Maria Edi

231 – Dia Internacional da Mulher (nova versão) – Maria Edi

232 – A tragédia inesperada do time Chapecoense – Maria Edi

233 – O carpinteiro e o patrão – Maria Edi

234 – Dia Internacional da Mulher – Primeira eleitora – Maria Edi

235 – Jornada Mundial da Juventude – Maria Edi

236 – Ser filha de agricultor – Magaly Holanda

237 – O beijo – Magaly Holanda

238 – Uma casa de taipa – Magaly Holanda

239 – Você é natal – Magaly Holanda

240 – Os brinquedos do meu tempo de criança – Magaly Holanda

241 – Ninguém fica para trás – Magaly Holanda

242 – Mariinha Holanda, 90 anos – Magaly Holanda

243 – Falando de educação – Maria das Graças Henrique

244 – Castelo dos arrebois dourados – Magaly Holanda

245 – Na batalha pesada do repente – Minervina Ferreira

246 – Revivendo a cavalgada – Maria Mamede

247 – Genealogia – Maria do Céo Costa

248 – A jurássica Hulha Petrolífera – Manoel Silva

249 – Paulo Freire – Maurílio Santos

250 – O sindicado do Garrancho – Medeiros Braga

251 – Cordel da salvação – Mané Beradeiro

252 – O capitão de Araioses – Marcos Silva

253 – Jesus aniversaria e a gente ganha o presente – Marcos Medeiros

254 – Osama Bin Laden virá ao Brasil – Marcos Silva

255 – Ah! Que saudade danada do sertão – Manoel Monteiro

256 – Fundação do Abrigo Amantino Câmara – Maria Edi Ferreira

257 – O coronavírus e suas consequências – Maria Edi

258 – Doutor Duarte Filho – 100 anos perto de nós – Antonio Lucena (Major Lucena)

259 – O nosso amor em segredo – Maria da Solenidade

260 – O julgamento do tubarão – Marcelo Tubarão

261 – A natureza está certa – Nildo da Pedra Branca

262 – Para refletir – Nilson Silva

263 – Os bravos mossoroenses resistiram… – Nildo da Pedra Branca

264 – Homenagem póstuma à dr. Milton Marques – Nilson Silva

265 – O duelo de um bebo … Nildo da Pedra Branca

266 – Homenagem póstuma a Luiz Campos – Nildo da Pedra Branca

267 – A vida de um professor – Nildo da Pedra Branca

268 – O menino rei – Nildo da Pedra Branca

269 – A menina Maria – Nildo da Pedra Branca

270 – Eis um pouco da História do folclore brasileiro – Nildo da Pedra Branca e Galego do Jucuri

271 – A menina e o chapéu mágico – Nildo da Pedra Branca

272 – Lamentos da natureza – Nildo da Pedra Branca

273 – O livro da minha vida – Nildo da Pedra Branca

274 – A solidão do poeta – Nestor Bandeira

275 – Eita que paixão da peste – Nildo da Pedra Branca

276 – O matuto e o doutor – Nildo da Pedra Branca

277 – A Lei Maria da Penha e a luta… – Nildo da Pedra Branca

278 – Café em Mossoró – Nilson Silva

279 – Estória de caçador – Nilson Salvador

280 – Coisas do meu sertão – Nilson Silva

281 – Cobrança da natureza – Nilson Silva

282 – Entre o respeito à vida e o cumprimento – Nilson Silva

283 – Exame de consciência – Nilson Silva

284 – Pedagogia da Gestão – Nilson Silva

285 – Pedido do vaqueiro José… Nilson Gurgel

286 – Baião de dois – Nelson Teixeira

287 – Um cordel com poesia – Nildo da Pedra Branca

288 – A receita para ser bom – Nildo da Pedra Branca

289 – Sonho de criança – Nildo da Pedra Branca

290 – Luiz Gonzaga e o RN – Nildo da Pedra Branca

291 – Outra visão outro sertão – Oliveira de Panelas

292 – A mordomia de um bode – Luiz Campos

293 – Tragédia da minha vida – Luiz Campos

294 – Vendedora de tabaco – Luiz Campos

295 – Ler: um caminho de descoberta – Luiz Campos

296 – A sogra enganando o diabo – Leandro Gomes

297 – Uma máquina perfeito – Luíza Bandeira

298 – Um cordel quase moderno – Luiz Cláudio

299 – O mistério da princesa – Liana Bezerra

300 – Lembranças de infância – Leidson Macedo

301 – Minha querida Currais Novos – Leidson Macedo

302 – Povoado dos valores – Leidson Macedo

303 – A mágica e arte que faz encantar – Leidson Macedo

304 – Meu São João é assim – Leidson Macedo

305 – Brincadeira de infância – Leidson Macedo

306 – Não cansei de ser poeta – Leidson Macedo

307 – A menininha e o circo – Leidson Macedo

308 – Procurando o amor perdido – Leidson Macedo

309 – Um minuto para pensar – Leidson Macedo

310 – Depois de ser atrasado – Leidson Macedo

311 – Isso é a imagem do sertão meu retrato – Leidson Macedo

312 – Poema para o Haddad – Poeta Cabeleira

313 – Jackson do pandeiro e Luís do Banjo – Paulinho de Cabeceiras

314 – Jorge Tadeu e Mariazinha – Paulo Coutinho

315 – Somos todos brasileiros – Pedro Popoff

316 – O encontro de Dominguinhos com Gonzagão – Paulo Teixeira

317 – As aventuras de Simões – Rufino Rufião

318 – O casamento de Rosinha – Rufino Rufião

319 – Museu do Sertão – Rosário Lustosa

320 – A morte do Coroné Ludugero – Rodolfo Coelho e Manoel Almeida

321 – Asa Branca – 70 anos de sucesso – Rouxinol do Rinaré

322 – A fofoqueira do brejo – Rosa Régis

323 – Os biomas de um lugar chamado RN – Sérgio Medeiros

324 – Precisa haver a sustentabilidade – Sérgio Medeiros

325 – Sou cuscuz – Souza Filho

326 – Brincando de escrever – Severino Inácio

327 – De braços cruzados não se faz cidadania – Sérgio Medeiros

328 – Teima de pobre com rico – Severino Inácio

329 – O leite nutrindo a vida – Severino Ferreira

330 – Um natal para Adalgisa – Sabiá da Praia

331 – Lampião queimou a fama no fogo – Severino Inácio

332 – O triste fim do cangaço – Toinho de Zezé

333 – ABC do Rio Mossoró – Toinho de Zezé

334 – Satanás no inferno está contente… Toinho de Zezé

335 – Mossoró resistência heroica – Toinho de Zezé

336 – Cidade amada – Vô Pedro

337 – Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros – Vanduí Guedes

338 – O garanhão que se lascou com travesti – Vicente Campos

339 – A casa de Francisco – Yáscara e Emecê

340 – E eu, meu soldado ? Zé Lima

341 – E agora, Lula lá ? Zé Lucena

342 – O doutor da morte – Coletivo

343 – O olhar da educação ambiental – Coletivo

344 – Poetisas unidas contra o feminicídio – Coletivo

345 – Poetas unidos contra o feminicídio – Coletivo

346 – 60 anos de história de minha Nova Floresta

347 – A morte – Gutemberg Liberato de Andrade

348 – Vão falar que ninguém tá percebendo mesmo sem tá vendo melhorar – Marechall Rodon Lima

349 – Cidades do Rio Grande do Norte que mudaram de nomes – Manoel Tavares

350 – ABC da Petrobrás – Kyldemir Dantas

351 – Os sete constituintes ou os animais têm razão

352 – Escolas municipais do município de Mossoró – Manoel Tavares

353 – Santos patroeiros da Diocese de Santa Luzia – Manoel Tavares

354 – Cangacêro atrapaiado – Kyldemir Dantas

355 – Luiz Gonzaga e a Paraíba – Kyldemir Dantas

356 – As mulheres cangaceiras humanizaram o cangaço – Kyldemir Dantas