Fundação Vingt-un Rosado anuncia todos os vencedores do Concurso Literário Junino realizado em parceria com a prefeitura de Mossoró

A Fundação Vingt-un Rosado anuncia todos os vencedores do Concurso Literário Junino, com o tema“A resistência de Mossoró e o Cangaço”, lançado no último dia 3 em parceria com a prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal da Cultura.

A ideia do concurso girou em torno da celebração dos os 93 anos da Resistência de Mossoró ao bando de Lampião, do centenário de nascimento de Vingt-un Rosado, dos 70 anos da Coleção Mossoroense e dos 25 anos de criação da Fundação Vingt-un Rosado.

O presidente da Fundação Vingt-un Rosado, o médico pediatra Dix-sept Rosado Sobrinho, deu um depoimento  emocionado sobre a realização do concurso: “É muito importante que nós como Fundação, Eriberto Monteiro como editor da Coleção Mossoroense, termos aliado à prefeitura municipal de Mossoró para comemorarmos os 93 anos da resistência ao bando de Lampião. Um feito histórico e heroico da nossa gente. Comemorarmos os 100 anos de mossoroenses que nasceram ou que chegaram e foram adotados como legítimos mossoroenses como: Vingt-un Rosado, Raimundo Soares de Brito, Raimundo Soares de Souza, Gabriel Negreiros e tantos outros que construíram a história dessa nossa querida terra. Então, além disso, os 70 e tantos anos da Coleção Mossoroense, os 25 anos da Fundação Vingt-un Rosado. São entidades que, digamos, merecem o nosso apoio, a nossa consideração, o nosso elogio e, sobretudo, nas suas funções mais importantes que sejam ilustrar a cultura da nossa gente, estimulando novos escritores. Estes mesmo que, corajosamente, participaram do nosso concurso. Um concurso que procurou, que procura sempre o objetivo maior da Fundação Vingt-un Rosado, da Coleção Mossoroense: estimular as pessoas para o bem, para a cultura, para a educação e para vencerem na vida através da dignidade, da honestidade e das coisas bem feitas, seguindo os preceitos cristãos de amar ao próximo, de dedicar, de servir as pessoas da melhor forma possível, afinal é este o nosso objetivo, é este o nosso grande alvo para que nós, mesmo enfrentando tantas dificuldades, possamos, como os bravos mossoroenses resistiram ao bando de Lampião, vencermos os nossos os piores facínoras“.

Eriberto Monteiro, atual editor da Coleção Mossoroense, também reforça a importância da realização deste concurso, principalmente neste período de isolamento social determinado para o enfrentamento ao coronavírus: “A Fundação Vingt-un Rosado está de parabéns. Ela conseguiu mostrar a importância da leitura premiando os vencedores do concurso com obras literárias com o selo da Coleção Mossoroense, mostrando assim, que só é bom escritor se for um bom leitor. Aos que participaram, os nossos agradecimentos por prestigiar mais este concurso literário realizado pela Fundação. E que venham outros”. 

A comissão organizadora do concurso estabeleceu a premiação para os 10 melhores textos e assim ficou publicado em seu regulamento: “Serão premiados os 10 (dez) melhores trabalhos, sendo os 5 (cinco) primeiros textos também premiados com a publicação do seu texto em forma de plaquete (livreto) com a tiragem estabelecida pela organização e esta entregue a estes cinco melhores”.

Ainda, segundo o regulamento, “Os vencedores receberão os seguintes prêmios: 1º Lugar – 10 obras com o selo da Coleção Mossoroense e o texto publicado em plaquete (livreto) e a tiragem desta publicação; 2º Lugar – 9 obras com o selo da Coleção Mossoroense e o texto publicado em plaquete (livreto) e a tiragem desta publicação; 3º Lugar – 8 obras com o selo da Coleção Mossoroense e o texto publicado em plaquete (livreto) e a tiragem desta publicação; 4º Lugar – 7 obras com o selo da Coleção Mossoroense e o texto publicado em plaquete (livreto) e a tiragem desta publicação;  5º Lugar – 6 obras com o selo da Coleção Mossoroense e o texto publicado em plaquete (livreto) e a tiragem desta publicação; 6º Lugar – 5 obras com o selo da Coleção Mossoroense; 7º Lugar – 4 obras com o selo da Coleção Mossoroense; 8º Lugar – 3 obras com o selo da Coleção Mossoroense; 9º Lugar – 2 obras com o selo da Coleção Mossoroense; e 10º Lugar – 1 obra com o selo da Coleção Mossoroense”.

A comissão organizadora entrará em contato com os vencedores para fazer os acertos necessários para dar prosseguimento ao processo de premiação.

Eis o resultado o resultado final obedecendo os critérios técnicos estabelecidos pela comissão julgadora:

1º lugar: 

Texto: Carta para Mossoró – Uma história que me contaram
AUTOR: Robério Santos;

 

 2º lugar:

Texto: O capitão e o santo
AUTOR: Jerson Lima de Brito;

 

 3º lugar:

Texto:  Mossoró, terra da memória
AUTOR: David Ehrlich;

 

 4º lugar:

Texto:  Mossoró, a resistência que marcou
AUTOR: Luan Alendes Ferreira Batista;

 

 5º lugar:

Texto:  A Resistência ao Sistema inspirada pela Resistência do Povo Mossoroense ao Bando de Lampião
AUTOR: Eriberto Esdras;

 

6º lugar:

Texto:  Mirabeau da Cunha Melo
AUTOR: José EDÍLSON de Albuquerque G. Segundo;

 

 7º lugar:

Texto:  Estação Ferroviária
AUTOR: GUALTER Alencar do Couto;

 

 8º lugar:

Texto:  A igreja que atirou e expulsou Lampião
AUTORA: Patrícia Zirca de Medeiros;

 

 9º lugar:

Texto:  Mossoró, um município nordestino que esteve para além do próprio país
AUTOR: José Jozimar de Holanda;

 

 10º lugar:

Texto:  A menina, o cangaceiro e a onça
AUTOR: Osmar Negreiros.

 

Qualquer dúvida, o internauta poderá tirar pelo site [email protected] ou mesmo pelo WhatsApp (84) 98886 0520.