Parabéns ao teatro Dix-huit Rosado

O teatro Dix-huit Rosado comemora 14 anos de existência e segue com uma programação festiva nos dias 11 e 12 de agosto. Nas comemorações iniciais, a Fundação Vingt-un Rosado apresentou obras publicadas com o selo da Coleção Mossoroense.

Estiveram apresentando seus trabalhos a autora Symara Tâmara com a obra “Antônio Francisco: Tradição e modernidade – Uma poética da memória” e o cordelista Nildo da Pedra Branca, apresentando sua obra, “Luiz Gonzaga e o Rio Grande do Norte”.

A comemoração começou no início da noite com uma vasta modalidade artística como dança, teatro, literatura, artesanato, fotografia, artes plásticas e muito mais.

Durante o evento, foram apresentadas obras póstumas em homenagem aos seus autores como: “Lampião em Mossoró”, de Raimundo Nonato; “Mossoró”, de Vingt-un Rosado; e “As dez gerações da família Camboa”, de Lauro da Escóssia e “Ruas e Patrono de Mossoró”, de Raimundo Soares de Brito.

Para amanhã, no espaço da Fundação Vingt-un Rosado, teremos secção de autógrafos com os respectivos autores, as obras seguintes: “O criador do país de Mossoró – Uma biografia de Vingt-un Rosado”, do autor Geraldo Maia; “Mosaicos do tempo”, do autor Dix-sept Rosado Sobrinho; “À sombra da gaivota – Fragmentos da palavra que não se fez verso”, do autor Genildo Costa.

Sua presença é muito importante para o crescimento da nossa cultura. Venha comemorar com a gente a cultura de Mossoró nesta caminhada festiva.